SP: A medicina da USP entra em greve

A- A A+

Estudantes da USP decidiram em assembleia geral dos estudantes deflagrar greve em defesa do Hospital Universitário no dia 09/11.

Em nota os alunos afirmam que o hospital vem sofrendo uma série de ataques, submetendo a instituição que atende a população e serve de aprendizado a estudantes a um regime de precarização, na medida em que não contrata mais funcionários, fecha leitos e sobrecarrega equipes.

Desde 2014 o corpo discente vem se mobilizando para barrar o projeto de sucateamento dos pólos da universidade, com manifestações, reuniões públicas, com a reitoria e também deliberativas dos conselhos universitários, entretanto os alunos relatam em nota que a reitoria se mantêm indisposta em buscar soluções para a situação.

Comunidade Acadêmica presta apoio a justa greve dos estudantes.

A nota declara um caso de crime do velho Estado "Recentemente, a quantidade de profissionais na Pediatria do Hospital Universitário diminuiu ainda mais e se tornou insuficiente para prover um atendimento adequado, o que foi evidenciado pela morte de uma criança na sala de espera do Pronto Atendimento (PA), levando ao fechamento do serviço durante a noite para os casos considerados menos graves com o intuito de evitar ocorridos como esse novamente. Isso só reforça a impossibilidade do funcionamento de um hospital sem os devidos recursos humanos, sendo que o PA da pediatria agora enfrenta a possibilidade de fechamento por completo a partir do dia 21 de novembro, sem perspectiva de volta."

Diante desse quadro os estudantes de medicina da USP convoca todos a realizar uma greve para impedir que o aprofundamento da precarização do ensino público superior termine por assassinar a educação e saúde públicas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza