RJ e MG: Manifestações no Dia Nacional de Luta em Defesa do Ensino Público

A- A A+

Foto: A Nova Democracia - Estudantes erguem barricada na manifestação em Belo Horizonte.

No dia 23 de novembro, inúmeras atividades e atos foram realizados em todo o país como parte do Dia Nacional de Luta em Defesa do Ensino Público, convocado pela Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia (ExNEPe). Destes, a reportagem de AND acompanhou os que foram realizados no Rio e em Belo Horizonte.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, cerca de 100 estudantes se reuniram na entrada principal da UERJ (campus Maracanã) no fim da tarde e saíram passeata pelas ruas de Vila Isabel. Na frente ao ato, eles carregavam uma grande faixa com os dizeres Contra a privatização da universidade! Abaixo a falsa regulamentação do pedagogo!

Uma viatura da Polícia Militar, a todo instante, provocava o ato e dois policiais tentavam empurrar os manifestantes para os cantos das ruas. Mas nada que impedisse a manifestação, que prosseguiu, passou no pátio do Hospital Pedro Ernesto, e terminou em frente à UERJ, na Avenida São Francisco Xavier, onde um boneco simbólico de Michel Temer foi queimado.

Marcaram presença do ato ativistas do Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), da Unidade Vermelha - Liga da Juventude Revolucionária (UV-LJR), entre outros.

Na convocação do protesto, os estudantes apontaram: “Os sucessivos governos de PSDB, PT e PMDB (sejam abertamente de direita ou dessa falsa ‘esquerda’ oportunista) vêm aprofundando o sucateamento do ensino público em nosso país, aplicando rigorosamente as políticas imperialistas do Banco Mundial para a educação e levando as universidades públicas no Brasil ao verdadeiro colapso”.

Foto: A Nova Democracia - Manifestação bloqueia a Avenida São Francisco Xavier, em frente a UERJ.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte (MG), a ExNEPe organizou a manifestação que começou na Faculdade de Educação (FAE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG - Campus Pampulha) e passou por vários prédios e pelo restaurante universitário.

Durante o percurso, várias palavras de ordens foram cantadas e os estudantes, em uma caixa de som, denunciaram "o sucateamento da universidade e o projeto de privatização delas implementado por Temer sua e quadrilha, com orquestração do Banco Mundial".

Quando o ato se aproximou da Av Antônio Carlos, um grupo de estudantes, de forma combativa, estendeu uma faixa na via, ergueu e incendiou uma barricada de pneus. Neste momento foi puxada a palavra de ordem: “Ir ao combate sem temer, ousar lutar ousar vencer!”.

Os estudantes de Belo Horizonte afirmaram: “Nós, da Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia e da executiva mineira, saudamos todos os estudantes em luta pelo Brasil que organizaram atos hoje neste dia que consagramos como o dia nacional de lutas da pedagogia. Conclamamos a impulsionar, cada vez mais, a nossa luta pelo país e a derrubar essa escalada fascista do gerenciamento Temer, que segue a mesma política dos gerentes anteriores”.

Além dos estudantes, o ato contou com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de BH e Região (Marreta), da Liga Operária e do Movimento Feminino Popular (MFP).

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja