83 anos do natalício do Presidente Gonzalo

A- A A+

Revolucionários reafirmam e destacam seu exemplo

Abimael Guzman Reynoso – o Presidente Gonzalo, chefatura do Partido Comunista do Peru (PCP) e da Revolução Peruana – completou neste 3 de dezembro seus 83 anos. Diversas organizações revolucionárias pronunciaram-se sobre esta importante data.

Os Guardas Vermelhos de Los Angeles – organização de jovens revolucionários atuantes no Estados Unidos – emitiu longo pronunciamento ressaltando a importante deste grande chefe comunista do proletariado.

Intitulado O que é o significado da vida e da morte para um maoista?, o pronunciamento ressaltou a firmeza do Presidente Gonzalo. “O maior marxista-leninista-maoista vivente, a quarta espada do marxismo, que juntamente com o Partido Comunista do Peru e as massas peruanas, estabeleceu o maoismo contemporâneo e revolucionário no mundo”, qualificou a organização.

O Presidente Gonzalo, afirmam os maoistas, “é um homem que não teme a morte e cuja vida e ideologia ainda temem o Estado peruano e os revisionistas burgueses em todo o mundo”. Espelhando-se em seu exemplo, destacam que “ser revolucionário, ser maoísta, significa ser destemido e se submeter à aceitação histórica e filosófica de dar a vida para a revolução”.

Os jovens maoistas ainda destacam a campanha em defesa da vida e saúde do Presidente Gonzalo e seu todopoderoso pensamento movida em vários países do mundo.

Coletivo Maoista Queen City, também atuante no USA, publicou uma nota em que classifica o Presidente Gonzalo como “maior maoista vivente no mundo”.

O site da Associação de Nova Democracia Nuevo Peru (Hamburgo, Alemanha) publicou um trecho da intervenção do Presidente Gonzalo no I Congresso do PCP, em 1988. A intervenção, intitulada Acerca do pensamento gonzalo, destrincha os detalhes sobre a luta para estabelecer e sintetizar a questão do pensamento-guia da revolução em determinado país e sua ligação indesligável com uma chefatura, isto é, um chefe que se destaca dos demais e materializa este pensamento.

Na intervenção, o Presidente Gonzalo afirma que na aplicação da ideologia do proletariado, o marxismo-leninismo-maoismo, esta se especifica para resolver problemas particulares, gerando um pensamento-guia, que com seu desenvolvimento também pode resolver problemas universais daquele tempo e dar aportes neste campo.

Sobre a chefatura, afirmou que “a própria realidade objetiva gera chefes e um chefe, principalmente um chefe que se torna um símbolo de uma revolução” e que se sustenta no pensamento-guia. Isto ocorre “por necessidade e casualidade histórica”, isto é, ocorre inevitavelmente porque é uma “lei que rege independentemente da vontade do homem”, no entanto, que se especifica “por determinada circunstância em uma pessoa”. Dando exemplos históricos de casualidade, ele afirma: “Se não fosse Einstein, outro teria chegado até a teoria da relatividade”, porque alcançar a formulação dessa teoria era inevitável naquele momento de desenvolvimento da ciência física.

O blog internacionalista Dazibao Rojo, da Galícia (Estado espanhol), publicou um pronunciamento do PCP, de 2013, também por ocasião do aniversário do Presidente Gonzalo.

Gravura revolucionária retrata I Escola Militar do PCP, com dirigentes do Comitê Central, 1980.

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait