PI: Tentativa de assassinato contra liderança camponesa

A- A A+


A liderança camponesa Francisca Silva Nascimento, de 36 anos, sofreu uma tentativa de assassinato no dia 3 de março, no município de São João do Arraial, na região da Mata dos Cocais, no Piauí.

O ataque foi realizado por um casal, vizinho de Francisca, que não concordou com a ação do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) do Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins, da qual Francisca é coordenadora-geral, que retirou as cercas das fazendas que bloqueavam o acesso ao açude Santa Rosa, visando atender cerca de 300 famílias de 30 comunidades rurais.

O casal foi até a residência de Francisca Nascimento cobrar o pagamento da cerca. O esposo sacou uma faca e tentou golpear a liderança camponesa, que se esquivou e conseguiu fugir do local em uma motocicleta. Segundo nota da Comissão Pastoral da Terra (CPT), esse casal já vinha realizando ameaças desde novembro do ano passado, quando as quebradeiras de coco babaçu resolveram reconstruir o açude Santa Rosa, destruído por esse casal.

“A gente está na retomada de água, de um açude que foi arrombado há mais de dez anos. Eles tinham arrombado a represa da água e isso trouxe muitos prejuízos porque ficamos sem água para viver. Cortaram a parede que segurava a água para nós. Secaram o açude para que eles fizessem uma roça, plantar arroz, essas coisas. Estamos sofrendo por água”, explicou Francisca Nascimento em entrevista ao jornal Cidade Verde.

Nos últimos meses, os camponeses vêm retirando as cercas de latifúndios, com o objetivo de ter acesso aos açudes e babaçuais. Os latifundiários e seus bandos paramilitares cercam e proíbem os camponeses de terem acesso às fontes de água e de coletarem os babaçus, principal fonte de sustento das famílias da região.

A luta dos camponeses da região têm contrariado o interesse de latifundiários locais, que por meio da ação de pistoleiros têm realizado ameaças de morte, agressões físicas e verbais contra as famílias.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza