Rios e igarapés têm níveis altos de metais tóxicos

A- A A+

Populações de áreas contaminadas por despejos e vazamentos de mineradoras demonstram altos índices de contaminação por metais tóxicos e estão adoecendo. É o que comprovam os estudos publicados recentemente sobre os casos de Barcarena (PA) e Mariana (MG).

Pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA) divulgaram pesquisa em que foram analisados os fios de cabelo de 90 moradores em 14 comunidades de Barcarena (PA), onde fica instalada a empresa norueguesa Norsk Hydro, responsável por despejar dejetos irregularmente no rio Pará. O relatório apontou a presença de pelo menos 20 substâncias tóxicas na água, sendo três delas cancerígenas, como o chumbo, cromo e níquel nas comunidades ribeirinhas.

Uma criança que apresentava problemas de pele, coceiras e dor de cabeça constante foi analisada e apresentou nível de alumínio e outras substâncias tóxicas até 100 vezes acima do controle.

Já em Minas Gerais, após o crime ambiental cometido pela Samarco, um exame de sangue realizado pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade em onze moradores de Barra Longa, município atingido pelo rompimento da barragem de Fundão, também comprovou níveis acima do normal de níquel e arsênio, além de baixa concentração de zinco, que é inibido pelo níquel.

Moradores ocupam ferrovia

Após a contaminação de um lençol freático pelas mineradoras chinesa CMOC e a estadunidense Mosaic Fertilizantes, manifestantes ocuparam a ferrovia utilizada pelas mesmas na cidade de Catalão (GO), no dia 30 de março, impedindo a circulação do trem de carga de fosfato e nióbio.

A mineração indiscriminada promovida pelas multinacionais vem acarretando uma série de problemas na vida do povo catalão. Além da deterioração do solo, da seca de suas nascentes, riachos e fontes hídricas, impossibilitando os camponeses pobres da região praticar a agricultura e matando os animais, a população também precisa lidar com a poluição do ar e o aumento dos casos de câncer.

“Ficamos sem água e com as doenças e eles ficam com nosso dinheiro vendendo os minérios para fora do país”, protesta uma moradora da zona rural.  

tag:

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537

Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

EXPEDIENTE

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda 
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond 
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait