RJ: Trabalhadores da limpeza erguem barricada por pagamento de salários em Angra dos Reis

A- A A+

Trabalhadores da limpeza urbana do município de Angra dos Reis, no sul do estado do Rio de Janeiro, realizaram manifestação pelo pagamento dos salários e auxílios atrasados no dia 19 de abril.

O combativo protesto bloqueou a Rodovia Rio-Santos (BR-101), principal via de acesso à região com uma barricada de pneus em chamas por mais de 4 horas. Revoltados, os trabalhadores também percorreram as ruas do município em ato, realizando protestos em frente à Câmara de Vereadores, Prefeitura e sede do Sindicato de Asseio e Conservação do Sul Fluminense.

Além dos salários atrasados há mais de 2 meses, os mais de 200 trabalhadores, funcionários da empresa terceirizada Limppar - contratada para realizar a limpeza urbana, incluindo a coleta de lixo doméstico e hospitalar do município - denunciam que estão com os auxílios alimentação e transporte suspensos.

Este não é o primeiro protesto em exigência do cumprimento dos direitos trabalhistas da categoria, que se encontra em sérias dificuldades financeiras. No início do mês de abril (06/04), um grupo de funcionários da Limppar já havia realizado uma manifestação na BR-101, na altura do bairro Campo Belo, próximo à sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Nesta ocasião também foi erguida uma barricada em chamas.

Trabalhadores da coleta de lixo erguem barricada e bloqueiam BR-101. 06/04

Na disputa de interesses, trabalhadores tem direitos atacados

No início deste ano, a prefeitura de Angra, gerenciada pelo prefeito Fernando Jordão/MDB havia extinguido o contrato com a Limppar, porém, por meio de uma decisão judicial, a empresa conseguiu o direito de reassumir o contrato que tinha com o município, vigente até fevereiro.

A empresa terceirizada Limppar tem um conhecido histórico de descumprimento dos direitos trabalhistas. Em fevereiro de 2017 os empregados da Limppar paralisaram suas atividades em protesto ao não pagamento do dissídio coletivo da categoria.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza