MA: Fóruns e Redes celebram 1º de Maio com manifestações por todo estado

Durante a manhã deste 1º de maio, centenas de trabalhadores rurais, servidores públicos, profissionais liberais, professores, desempregados e estudantes tomaram as ruas do Maranhão sob a bandeira dos Fóruns e Redes de Cidadania.
Foram mobilizados e organizados atos em todo Maranhão que reuniram mais de 1500 trabalhadores para denunciar nas ruas o golpe que jogou no abismo os direitos e a riqueza do povo.
Os atos aconteceram em mais de 10 municípios: São Bernardo, Santa Quitéria, Chapadinha, Urbano Santos, Belagua, Vargem Grande, Presidente Vargas, Itapecuru Mirim, Santa Rita, Anajatuba, Arari, Cantanhede e São Mateus.  
"Os trabalhadores brasileiros sentem na pele o peso da exploração do capital e após a reforma trabalhista do golpista Michel Temer as condições de trabalho ficaram muito piores.  O desemprego é crescente e ja chega a quase 14 milhões de desempregados. Pior fica quando os dados revelam que além do desemprego o endividamento também é o maior da história. Não cansaremos de lutar e de marchar enquanto o povo não for livre e verdadeiramente soberano nesse país." declarou um militante durante as exitosas agitações. 
Marcha na cidade de São Mateus
 
Ocupação da BR 222 em Arari
Comunidades em Arari (MA) interditam a BR 222 em ato realizado no Dia do Trabalhador e da Trabalhadora.
Após a marcha que percorreu o caminho do centro da cidade até a primeira comunidade localizada na BR 222, o grupo de manifestantes, em sua maioria lavradores, bloquearam a rodovia em protesto contra o Golpe de Estado em marcha que assola nosso país.
Resposta à campanha 'O Brasil que você quer para o futuro' do monopólio da Rede Globo:
Durante as mobilizações os camponeses gravaram um vídeo em resposta à tacanha campanha movida pelo monopólio de imprensa, cuja real intenção o professor Fausto Arruda bem denunciou na edição nº 208 de AND: " a intenção é gerar uma pauta liberal para que os candidatos se comprometam com ela durante a campanha eleitoral e, ao mesmo tempo, conclamar o eleitorado e comprometê-lo com a realização de mais uma farsa eleitoral, tentando postergar o fim da velha ordem." 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin