PA: Ato político marcará 1 ano da Chacina de Pau D'Arco

A- A A+
 
Exigindo justiça e prestando justa homenagem aos bravos camponeses tombados na luta, familiares dos camponeses assassinados juntamente com organizações camponesas e apoiadoras da luta pela terra promoverão uma série de eventos e atos políticos nos dias 24, 25 e 27/05.  
 
Além dos familiares, tomarão parte na organização do evento: a associação da ocupação Jane Júlia, a Liga dos Camponeses Pobres (LCP), Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Dicocese de Conceição do Araguaia. 
 
O ato também contará com o apoio de Terra de Direitos, Comitê Brasileiro de Defensores/as dos Direitos Humanos, Justiça Global, SPDDH, FETAGRI- sul, CESE, CAFOD e MHud. 
 
CHACINA É CRIME DE ESTADO
Levado a cabo pela polícia de Jatene/PSDB a mando do latifúndio, o bárbaro crime ocorreu durante uma operação policial da DECA, delegacia especializada em conflitos agrários, contra camponeses que lutavam pelo direito à terra e ocupavam o latifúndio Santa Lúcia.  
Em dezembro do ano passado foram soltos 15 dos 17 policiais civis e militares denunciados pelo Ministério Público pela sua participação na Chacina de Pau D’Arco. Ao todo, 29 pessoas, dentre policiais e pistoleiros tomaram parte do covarde ataque aos camponeses.
 
LUTA PROSSEGUE PAU D'ARCO 
Menos de um mês após a Chacina,mais de 100 famílias reocuparam as terras do latifúndio Santa Lúcia com o apoio da LCP do Pará e Tocantins, reerguendo o acampamento e mantendo a luta pelo sagrado direito à terra.
O Acampamento erguido após a retomada se mantém até hoje e foi batizado com o nome de Jane Júlia, em homenagem a presidente da associação dos trabalhadores rurais assassinada na Chacina.
Desde então, os camponeses da região realizaram o Encontro Camponês do Sul do Pará, em outubro de 2017, nas terras retomadas , e também o 2º Encontro Camponês do Sul e Sudeste do Pará, em Marabá , com o objetivo de reforçar e fazer avançar a organização entre camponeses, indígenas e quilombolas na luta pela terra.   
 
PROGRAMAÇÃO DO EVENTO
Este ato que será realizado após 1 ano da chacina recebe o nome de 'Ato em memória ao massacre de Pau D'Arco' e conta com uma programação extensa.
-24/05, quinta feira, Redenção de Pau D'Arco: 
   07:00 - Visita e Oração Ecumênica no Cemitério Parque da Paz de Redenção
   15:00 - Visita e Oração Ecumênica no Cemitério de Pau D' Arco 
   19:30 - Missa na Igreja Nossa Senhora das Graças, Entroncamento - Redenção 
 
-26/05, sábado, Sindicato dos Trabalhadores/as no Comércio - SITRACOMRRE - Redenção 
   15:00 - Debate Público sobre ''Violência no campo e os desdobramentos do Massacre de Pau D' Arco
   Lançamentos: Vídeo documentário sobre o Massacre de Pau D'Arco e do livro de Frei Henri '' Apaixonado por Justiça ''
- 27/05, domingo, Acampamento '' Jane Júlia '', área da Fazenda Santa Lúcia, Pau D'Arco 
  09:00 - Caminhada , fazendo o percurso feito pelas vítimas, do Acampamento, até o local onde foram assassinadas
  11:00 - Ato Ecumênico e Ato Político pela Reforma Agrária e pelo fim da violência no campo
  12:30 - Almoço comunitário 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja