PM impõe censura à obra ganhadora do Prêmio Jabuti/2017, em Belém do Pará

A- A A+

A capa do quadrinho “Castanha do Pará” de Gidalti Oliveira Moura Júnior, ganhador do prêmio Jabuti (mais importante prêmio literário do país) na categoria HQ no ano de 2017,  foi censurada em uma exposição de obras do gênero no Parque Shopping Belém, na capital paraense, no dia 16/04. O desenho que retrata um policial perseguindo uma criança pobre e preta na praça Ver-o-Peso, importante ponto turístico local, foi retirada arbitrariamente do evento após ameaças veladas feitas por policiais militares em redes sociais.  

A curadoria do evento se justificou afirmando que a retirada da ilustração se deu devido a pressão de policiais militares: “É difícil você não ceder à pressão, eles (policiais militares) queriam uma retratação pública e só se satisfizeram quando optamos pela substituição da arte. Foi uma leitura de ódio por parte desse grupo, e não queríamos trazer qualquer forma de prejuízo para o shopping, por isso a decisão”, declarou aos monopólios de imprensa o curador da exposição, Álvaro Andrade.

O autor, Gidalti Oliveira Moura Júnior, por meio de redes sociais, repudiou a censura: “Sobre a censura à capa de meu livro em exposição em Belém, gostaria de declarar total repúdio aos conceitos arbitrários que classificaram a imagem como uma ofensa à polícia militar. A retirada da obra do evento é um gesto que vai contra valores fundamentais que defendo, dentre estes, a liberdade de expressão”.

É importante destacar que não é coincidência a Polícia Militar (PM) de Belém manifestar tamanha indignação pela publicação de um singelo retrato da violência imposta histórica e diariamente pela mesma ao povo pobre e preto. Esta mesma PM, desde o final de abril, já assassinou mais de 60 moradores de bairros pobres da cidade, em represália à morte de um de seus agentes. Prática rotineira da instituição por todo o país e que se aprofunda como parte dos preparativos das reacionárias Forças Armadas a serviço do imperialismo principalmente ianque, para o seu golpe de Estado contrarrevolucionário, contra os inevitáveis grandes levantamentos das massas que avizinham-se.


Obra censurada pela PM de Belém do Pará, de Gidalti Oliveira Moura Júnior

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja