ExNEPe: apoio irrestrito à Greve dos Caminhoneiros de todo o Brasil!

A- A A+

Repercutimos a seguir nota da Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia manifestando sua total concordância e apoio à Greve de Caminhoneiros que está em curso em todo o país


A Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia – ExNEPe manifesta o apoio irrestrito dos estudantes de Pedagogia de todo o país à Greve dos Caminhoneiros. Já há uma semana que os trabalhadores dos transportes rodoviários cruzaram os braços para combater os preços abusivos dos combustíveis e exigir melhores condições de trabalho.

Em todo o país tem sido registradas manifestações, bloqueio de rodovias e aglomerações de caminhoneiros grevistas. Os impactos da greve vem demonstrar a importância desses trabalhadores para o país, e em toda parte eles tem recebido apoio de diversos setores do povo brasileiro. Assim, mesmo sem gasolina nas cidades e o crescente desabastecimento de produtos, a população reconhece a justeza da luta dos caminhoneiros contra a exploração.

Um dos principais motivos da alta dos combustíveis é crescente carga tributária que se abate sobre tudo o que o povo consome, servindo para custear banquetes espalhafatosos dos banqueiros internacionais e os esquemas bilionários de corrupção dos quadrilheiros de Temer & Cia.

Tudo isto é fruto da condição do Brasil de país dominado pelo imperialismo, principalmente ianque, que suga as riquezas de nosso país, inclusive controlando preços e impondo sua política econômica nociva contra o verdadeiro desenvolvimento nacional. Temer, seus ministros quadrilheiros e as fajutas Forças Armadas são apenas serviçais do imperialismo, cometendo toda sorte de ataques contra o povo, usando das justificativas mais tacanhas, para salvaguardar os superlucros imperialistas no país.

Ao declarar a utilização das Forças Armadas como “Garantia da Lei e da Ordem” contra os caminhoneiros, o arqui-reacionário reafirma a declaração de Guerra Civil Reacionária contra o povo incrementada pelo velho Estado, em meio à grave e profunda crise política, econômica, moral e militar da qual tenta se salvar. Chegando ao absurdo de autorizar os militares a dirigir os caminhões parados e a forçar as empresas a colocar seus motoristas para trabalhar. Este é mais um episódio  do golpe contrarrevolucionário preventivo à grande rebelião popular que cada dia mais se avizinha. O velho Estado ameaça atacar as manifestações legítimas dos caminhoneiros justamente porque elas começam a se espalhar, recebendo apoio de diversas outras categorias que tem se juntado aos protestos.

O Povo Brasileiro já não tolera mais tanta opressão e exploração. Vivemos todos com os ânimos à flor da pele e não faltam motivos para estalar novas e novas revoltas populares.

Os trabalhadores que carregam o Brasil sobre suas costas afirmam com contundência: “Enquanto não abaixar o preço, não vamos sair das ruas!”. Por isto, enviamos nossa saudação classista e combativa aos caminhoneiros grevistas de todo Brasil, verdadeiros representantes dos anseios da população de fim da carestia de vida e de todo este cenário de miséria e opressão.

Viva a justa luta dos caminhoneiros!

PREPARAR A GREVE GERAL!

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira