Brigadistas de AND unem-se aos caminhoneiros e propagandeiam a Revolução Democrática em Salvador

A- A A+
 

O Comitê de Apoio do jornal A Nova Democracia de Salvador e Região Metropolitana foi ao encontro dos trabalhadores caminhoneiros que estão acampados desde o dia 21 de maio na BA-535, mais conhecida como Via Parafuso, que termina no Polo Petroquímico de Camaçari. Os brigadistas prestaram apoio, ouviram os reclamos e anseios dos caminhoneiros e populares e propagandearam a necessidade de uma Grande Revolução Democrática.

Ao contrário do que fora alardeado pelo monopólio de imprensa, os caminhoneiros não demonstravam satisfação com as medidas apresentadas no dia anterior e estavam dispostos a ali permanecer o tempo que for preciso para conseguir que suas demandas sejam atendidas. Os trabalhadores reclamaram principalmente a diminuição do preço do óleo diesel, questão - segundo eles - “crucial e urgente” para dar seguimento às suas atividades, uma vez que os valores abusivos cobrados nas bombas corroem grande parte do valor que recebem do frete.

A situação é tão crítica que o caminhoneiro Gutemberg Moura nos apresentou dois parcelamentos. “Fui obrigado a fazer parcelamento na fatura do cartão de crédito para conseguir abastecer o caminhão e não tive condições de quitar o valor total no prazo”, explica Gutemberg. Ele se endividou e ficou a mercê dos juros criminosos que são praticados pelos bancos.

Outro ponto que Gutemberg criticou é o escândalo que o monopólio de imprensa vem fazendo sobre o possível locaute, colocando os caminhoneiros como uma simples “massa de manobra” submissa aos interesses dos empresários.

A organização dos manifestantes, que em sua grande maioria demonstram uma postura séria e combativa, era vista no local, onde tinha uma cozinha improvisada que preparam e organizam os alimentos que são doados diariamente pela população local, população que vem demonstrando solidariedade desde o início do movimento, distribuindo água, bebidas, alimentos e produtos de higiene pessoal. No momento que estávamos no bloqueio chegaram cabeleireiros que ofereceram gratuitamente seus serviços.

Foram distribuídos cerca de 50 exemplares de AND em tempo que foi ressaltada a importância da organização e da massa elevar sua justa rebelião como únicas formas de se desencadear uma Grande Revolução em nosso país com vistas ao Poder. O jornal teve grande receptividade, muitos vinham até nós pegar e folheavam as páginas do jornal com atenção.


Solidariedade em Salvador

Jovens e estudantes independentes foram às ruas para prestar solidariedade à greve dos caminhoneiros e protestar contra o aumento do preço dos combustíveis, contra a intervenção militar e o sucateamento das escolas públicas. A concentração de estudantes se iniciou em frente ao Shopping da Bahia e partiu em marcha até a Avenida Luís Viana (Paralela). Ver fotos abaixo.

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja