Norte de Minas: Agitação política em defesa da greve geral, contra a farsa eleitoral e o golpe militar

A- A A+
 

Comitê de Apoio AND - Norte de Minas

Apoiadores do jornal A Nova Democracia do Norte de Minas realizaram no dia 2 de junho uma grande agitação política no Mercado Municipal e na praça Doutor Carlos, no Centro de Montes Claros (MG).

Cerca de 1,5 mil panfletos da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em apoio à greve dos caminhoneiros e 150 exemplares das últimas três edições de AND (207, 208 e 209) foram distribuídos.

Pelo megafone os apoiadores convocaram a população a apoiar a luta dos caminhoneiros, conclamando à greve geral. Durante suas falas os apoiadores de AND falaram sobre as péssimas condições de saúde na cidade, o caos no transporte público, o desemprego em massa (particularmente entre a juventude), o arrocho salarial, a carestia de vida e a cruenta violência policial nos bairros pobres do município e por todo o país.

Reafirmando a necessidade de boicotar a farsa eleitoral e resistir por meio da luta combativa contra a intervenção militar orquestrada pelo imperialismo ianque. Os brigadistas explanaram que o golpe de Estado militar contrarrevolucionário foi posto em marcha no vão objetivo de prevenir o justo levantamento das massas e para aumentar ainda mais a exploração de nosso povo por meio de contrarreformas e entrega do país ao imperialismo. Defenderam ainda que o único  caminho possível para tirar o povo e a Nação da ruína é a Revolução Democrática, Agrária e Anti-imperialista ininterrupta ao Socialismo, que começa com a Revolução Agrária através da destruição de todo o latifúndio e a entrega de todas as terras para quem nela vive e trabalha!

A agitação foi recebida com entusiasmo por centenas de trabalhadoras e trabalhadores. A imensa maioria das pessoas demonstraram seu apoio à greve dos caminhoneiros e muitos expressaram verbalmente a sua concordância com a necessidade da greve geral e o repúdio ao golpe militar. Muitas pessoas procuraram os membros do Comitê de Apoio para parabenizar a iniciativa, afirmando a necessidade de ampliar o boicote à farsa eleitoral. Um vendedor ambulante chegou a pegar o megafone para fazer um discurso convocando a população a boicotar as eleições reacionárias.

Centenas de pessoas liam os panfletos e os jornais. O programa da Revolução Democrática foi ouvido com atenção e despertou muito interesse, particularmente alguns aspectos como a entrega das terras aos pobres do campo, o confisco do grande capital monopolista nacional e estrangeiro (grande burguesia local e imperialismo), o fim da dívida externa e da agiotagem legalizada do “sistema financeiro” (bancos) e o fim da sangria nacional pelas mineradoras e demais transnacionais.



Edição impressa

A imprensa democrática e popular depende do seu apoio

Leia, divulgue e conheça. Deixe seu nome e e-mail para se manter informado
Please wait

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

PUBLICIDADE

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Tel.: (11) 3104-8537
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!
#
#
#

ONDE ENCONTRAR

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond
Sebastião Rodrigues
Vera Malaguti Batista

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja