Talibã aniquila 30 soldados pró-ianques

Após a trégua por ocasião do Ramadã - feriado sagrado para os muçulmanos -, combatentes da Resistência Nacional afegã, vinculados ao Talibã, aniquilaram 30 soldados das forças de repressão pró-ianques, na província ocidental de Badghis, em 20 de junho. O exitoso saldo foi resultado de uma emboscada, confirmada pelo governador da província. A trégua durou três dias e concluiu-se no dia 17.

O governador provincial, Abdul Qafoor Malikzai, afirmou que os combatentes atacaram dois postos de controle nas primeiras horas do dia. Além disso, uma base militar foi alvo dos talibãs, no distrito de Bala.

Resistência conquista novas posições

Oito dias depois (25), os combatentes voltaram a realizar operações exitosas. Várias subdivisões do Talibã convergiram em ações militares ao centro da província afegã de Wardak. Ao menos 16 grandes postos de controle do regime títere, dirigido pelos capitulacionistas pró-ianques, foram retomados.

A operação durou três dias e teve um excepcional resultado. Grande quantidade de armas, munições e equipamentos militares foram confiscados.

Tentando impor terror às massas que lutam sob a direção da Resistência Nacional - apesar das limitações das forças que a compõem -, o imperialismo ianque está realizando bombardeios indiscriminados, porém sem êxitos.

No dia 11, os talibãs já haviam tomado o distrito de Kohistan, na província de Faryab. O assalto ocorreu num ataque noturno, onde retomaram quarteis policiais, a sede administrativa e outras instalações de Estado. Durante a ação, o governador do distrito e 13 soldados das Forças Armadas pró-USA foram aniquilados e outros 16 foram feridos.

O distrito Kohistan era objeto de disputa por mais de um ano e trocou de mãos durante todo o verão e outono de 2017. Esse era um dos oito distritos sob a iminência de ser tomado pelos talibãs.

Toda a ofensiva da Resistência Nacional, capitaneada pelo Talibã, desmente a narrativa oficial do USA e seus lacaios, segundo a qual os insurgentes não buscam mais ganhar terreno. As vitórias da Resistência vêm dado o grau de mobilização das massas, sobretudo camponesas, pela expulsão do invasor ianque, e apesar da direção de forças feudais – como o Talibã – na falta de uma direção proletária – um Partido Comunista.

Foto: Majid Saeedi

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro