MS: Crianças indígenas sofrem atentado

A- A A+

No dia 13 de novembro, duas crianças da etnia Kinikinau, de sete e nove anos cada, foram atropeladas por uma caminhonete branca na Terra Indígena Cachoeirinha, no Mato Grosso do Sul. O atropelamento é considerado pelos indígenas como um atentado a mando dos latifundiários da região.

As crianças estavam andando de bicicleta na estrada que liga o Miranda à Cerâmica e fica em frente à Comunidade Mãe Terra, onde ambas as crianças residem. Segundo nota do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), as crianças não sofreram fraturas, mas ficaram com ferimentos nos rostos, braços e pernas.

Em entrevista concedida ao Cimi, uma liderança indígena dos Kikinau afirma que o atropelamento foi “um atentado contra os povos indígenas da região” e que seu objetivo era a intimidação. “Os fazendeiros locais fazem questão de passar com os carros no limite da estrada que liga Miranda à Cerâmica. Eles passam xingando e já atropelaram até cachorros que vivem na TI Cachoeirinha. Mas, agora o cenário de violência está cada vez mais crítico.”. Segundo os indígenas, o motorista da caminhonete branca que atropelou as crianças sequer se deu o trabalho de parar para socorrê-las.

Segundo o Cimi, existem precedentes de atentados de latifundiários contra indígenas por meio de atropelamentos. As terras indígenas, localizadas normalmente à beira de estradas, sofrem constantemente com esses atentados que, de acordo com o Cimi, foram 19 casos com 22 vítimas, delas 21 acabaram falecendo. Pelo menos três das vítimas fatais foram no estado do Mato Grosso do Sul.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Mário Lúcio de Paula
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira