84 anos do natalício do Presidente Gonzalo

A- A A+

3 de dezembro de 1934 – Nasce Abimael Guzman Reynoso, o Presidente Gonzalo, maior marxista-leninista-maoista vivo na face da terra, chefatura do Partido Comunista do Peru (PCP) e da Revolução Peruana.

Sua forja como comunista começa quando ingressa na faculdade e inicia seus estudos sobre o marxismo para, pouco tempo depois, integrar-se no Partido Comunista que, à época, estava tomado pelo revisionismo.

Em 1962, ele viaja a Ayacucho (povoado agrário nos andes peruanos) e, estudando a realidade objetiva do Peru, compreende o peso do campesinato e seu papel como força principal na revolução de seu país. A partir daí, passa a se dedicar exclusivamente à militância do partido e atenta seus estudos para os escritos e ensinamentos do Presidente Mao Tsetung e sua luta contra o revisionismo.

Após duras lutas de duas linhas no seio do partido e seu avanço, Gonzalo passa a clandestinidade e passa a desenvolver a fração vermelha marxista-leninista-pensamento mao tsetung que leva adiante a reconstituição do Partido. Em 1979, o PCP culminar sua reconstituição e, em 17 de maio de 1980, sob a direção pessoal do Presidente Gonzalo, é desatada a guerra popular no peru.

Foi no processo da guerra popular no Peru que o maoismo foi sintetizado como terceira, nova e superior etapa do marxismo. Além de sintetizar o maoismo, o Presidente Gonzalo legou aportes de validez universal para a revolução proletária mundial, tais como a necessidade da militarização do partido comunista e da construção concêntrica dos três instrumentos, a tese da necessidade da chefatura e do pensamento-guia na revolução de cada país.

O dia 3 de dezembro é também o Dia do Exército Guerrilheiro Popular (EGP). Foi nesta data, em 1979, durante a I Conferência Nacional dirigida pessoalmente pelo Presidente Gonzalo, que foram estabelecidos os pilares, estratégia e a tática, além da própria fundação do EGP.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira