CE: Acampamento camponês é despejado por pistoleiros com auxílio da PM

A- A A+

O acampamento camponês denominado 17 de Abril, localizado no município de Santana do Acaraú, Ceará, foi invadido e destruído pela Polícia Militar (PM), no dia 28 de novembro. As 30 famílias que estavam acampadas faziam quatro anos na área.

Segundo os camponeses, a resistência e a luta pela terra prosseguirá. “As máquinas entraram na área do acampamento e destruíram nossas casas, nossos quintais, mataram nossos animais, nos deixaram sem lugar para onde ir. Nós estamos aqui por terra, trabalho e dignidade, vamos continuar a luta até conquistar nosso chão.”, afirmou um camponês em entrevista ao portal do MST. 

Ativistas locais afirmam que o despejo foi realizado de maneira irregular e quase clandestina, já que, mesmo tendo sido espedida a reintegração de posse, não foi feita nenhuma movimentação oficial do comando da PM do estado ou do batalhão da região para realizar uma ação de despejo. Os camponeses afirmam ainda que cerca de 30 pistoleiros fascistas em veículos, com proteção à distância de alguns policiais, invadiram o terreno e destruíram plantações e moradias.

O Ceará, estado sob gerência do oportunismo petista de Camilo Santana, vive nos últimos meses intensa ofensiva do latifúndio contra camponeses, como incêndio ao acampamento Irmã Dorothy no dia 30 de outubro. Por outro lado, as massas camponesas cearenses resistem – por exemplo, no dia 21 de novembro, o despejo do acampamento Zé Maria do Tomé em Limoeiro do Norte foi suspenso após ampla mobilização popular em defesa da luta pela terra.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza