Terceiro Encontro de Partidos maoistas da Europa: avança a unificação em torno do maoismo

A- A A+

Foi realizado, em novembro de 2018, o Terceiro Encontro de Partidos e Organizações Marxistas-leninistas-maoistas da Europa. Estavam presentes o Comitê Bandeira Vermelha (Alemanha), Partido Comunista Maoista da França (PCmF), Tjen Folket – Liga Comunista (Noruega), Coletivo Bandeira Vermelha (Finlândia), Partido Comunista da Turquia/Marxista-Leninista e Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização).

A partir do Encontro, foram lançadas três resoluções conjuntas: a primeira, Resolução sobre o Terceiro Encontro de Partidos e Organizações Marxista-Leninista-Maoistas na Europa, a segunda Resolução de Solidariedade de Classe com as Guerras Populares pelo mundo e a terceira, Resolução para defender os presos políticos revolucionários e prisioneiros de guerra e aqueles desaparecidos pela reação, publicados no site Dem Volke Dienen (Servir ao Povo, em português). Os documentos em português podem ser lidos no blog Servir ao Povo.

As Resoluções afirmam de maneira firme e entusiástica o compromisso dos Partidos e Organizações pela unidade ideológica em torno do Maoismo e de lutar pela Conferência Internacional Maoista Unificada, a serviço da Revolução Proletária Mundial. E, creditam o avanço na Europa à iniciativa dos Partidos e Organizações Maoistas da América Latina, que realizou seu V Encontro em 2016 – marco para a reunificação dos comunistas do mundo, segundo declarações assinadas por estes partidos.

A exitosa conclusão do Terceiro Encontro representa outro marco no processo de unificação em curso por meio do debate teórico e ação conjunta. Baseados no marxismo-leninismo-maoismo, principalmente no maoismo, e em nossa luta por unidade ideológica em curso hoje – sempre ligada implacavelmente com a luta contra o revisionismo – vamos elevar nossos esforços a serviço da Revolução Proletária Mundial.”, sintetiza a Resolução sobre os avanços do Encontro.

Também tomam posição e enviam suas saudações aos presos políticos ao redor do mundo qualificando-os como inspiração. “Estes, que mantêm alto a posição de nossa classe, sua determinação de não sucumbir a traições putrefatas e sua posição inconciliável em suas lutas que os trouxeram à mira do inimigo são uma verdadeira inspiração para os revolucionários do mundo.”, saúdam.

Do mesmo modo, os Partidos e Organizações tomam posição e mandam saudações às guerras populares que estão sendo dirigidas por Partidos Comunistas no mundo. “Nas guerras populares do Peru, Índia, Turquia e Filipinas, ousando lutar e pagando a cota com seu precioso sangue, os camaradas se mantém na contínua luta para varrer o imperialismo da face da terra. Sua determinação inabalável para alcançar a Revolução de Nova Democracia com a principal e mais desenvolvida forma de luta de classes que é a Guerra Popular, para progredir ininterruptamente à revolução socialista, para então marchar para o comunismo por meio de revoluções culturais, é um luminoso farol para o proletariado internacional e povos do mundo.”, afirmam.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: anovademocracia@gmail.com

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Mário Lúcio de Paula
Jornalista Profissional
14332/MG

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas
Fausto Arruda
José Maria Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Mário Lúcio de Paula
Matheus Magioli
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ellan Lustosa
Mário Lúcio de Paula
Patrick Granja