Ocupação do bandejão da Uerj prossegue de forma combativa

Ocupação do bandejão da Uerj prossegue de forma combativa

Print Friendly, PDF & Email

A ocupação do bandejão da Uerj pelos estudantes prossegue de forma combativa. Diversas atividades têm sido realizadas e, com apoios e doações, eles têm conseguido colocar o Restaurante Universitário para funcionar de forma independente.

O movimento tem recebido apoios da comunidade acadêmica da própria Uerj e de outras universidades, seja em forma de notas ou apoio material. Entre os apoios recebidos, o Circo Voador fez uma doação de 250 kg em alimentos. Entre as atividades culturais realizadas, na última segunda-feira, 9 de outubro, dois integrantes do grupo musical Casa Norte se apresentaram para os estudantes, numa demonstração de apoio deste grupo de música popular à luta da juventude, entre outras.

Já na manhã desta quarta-feira, 11/10, o Ocupa Bandejão (Ocupação Bruno Alves) participou de uma manifestação realizada junto com professores e técnico-administrativos, que ocuparam a reitoria no dia 10. Em seguida, os estudantes prepararam o almoço e participaram de uma aula pública com os professores Francisco Sousa e Géssica Guimarães Gaio.

Eles também aprovaram um calendário de atividades, que reproduzimos na íntegra:

CALENDÁRIO DA OCUPAÇÃO APROVADO PELA ASSEMBLEIA:
17/10 – TERÇA-FEIRA – 15h – Reunião Plenária do movimento estudantil independente e combativo em conjunto das universidades em luta (Uerj, UFF, UFRJ, UFRRJ, etc.).
18/10 – QUARTA-FEIRA – 14h – Panfletagem da Ocupação com chamada para o ato do dia 19/10. Concentração: Bandejão.
18/10 – QUARTA-FEIRA – 18h – Mesa da ocupação sobre Situação Política com Igor Mendes (ex-preso político e estudante de geografia) e com o Movimento Feminino Popular.
19/10 – QUINTA-FEIRA – 17h – Grande Ato em defesa das Instituições de Ensino Superior. Concentração 15h no bandejão.
26/10 – QUINTA-FEIRA – 19h – Aulão pré-vestibular ‘Dom Casmurro’.”

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: