PA: Liderança quilombola assassinada em Acará

PA: Liderança quilombola assassinada em Acará

Print Friendly, PDF & Email


A liderança quilombola Nazildo dos Santos Brito foi encontrado morto na manhã de 15 de abril em sua residência no ramal da Roda D’Água, no município de Acará, nordeste do Pará.

O quilombola de 33 anos de idade já havia sido presidente da Associação de Moradores e Agricultores Remanescentes Quilombolas do Alta Acará. Ele era ameaçado de morte por denunciar crimes ambientais cometidos por latifundiários da região.

A liderança quilombola teria sido assassinada na noite de 14 de abril. O corpo de Nazildo Brito foi encontrado com marcas de tiros nas costelas e na cabeça. Além disso, objetos pessoais não foram levados, o que sugere a hipótese de execução.

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), apesar de Nazildo Brito se encontrar no Programa de Proteção a Testemunha não recebia qualquer tipo de segurança por parte da Secretaria de Segurança Pública (Segup).

Em 2015, Nazildo Brito participou da ocupação da empresa Biopalma da Amazônia, que visou denunciar o desmatamento ilegal e a poluição de agrotóxicos nos mananciais do município de Tomé-Açu cometidos por esta empresa.

 

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: