PA: Pistoleiros foram presos em operação

PA: Pistoleiros foram presos em operação

Print Friendly, PDF & Email

Três pistoleiros a soldo do latifúndio foram presos por porte ilegal de arma de fogo, no dia 2 de março, no município de Redenção, no sudeste do Pará. Eles foram implicados na investigação que apura o assassinato de um camponês na fazenda Santa Lúcia, em março de 2018.

Com os pistoleiros estava um arsenal com quatro armas de fogo e munições. Uma nota publicada pelo monopólio de imprensa afirma que vários outros pistoleiros, além dos latifundiários envolvidos com o grupo estão foragidos. 

A frequente brutalidade do que são comumente chamado de “empresas de segurança” no campo, mais que nada são além de grupos de assassinos à serviço do latifúndio, tem chamado a atenção até mesmo dos setores reacionários do velho Estado, querendo contratá-los e centraliza-los.

Até mesmo o monopólio de imprensa admite que, “de acordo com a Polícia, os homens fazem parte de uma associação criminosa que vendia serviços ilegais de segurança a fazendeiros da região que tinham a propriedade ocupada ou invadida”.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: