PA: Prefeito de cidade provoca acidente e povo se revolta

PA: Prefeito de cidade provoca acidente e povo se revolta

Print Friendly, PDF & Email

No dia 13 de agosto, duas mulheres foram atropeladas por uma caminhonete no cruzamento das passagens São Pedro e São Bento, no bairro do Benguí, periferia de Belém. Em vídeo divulgado nas redes sociais a caminhonete avançou na rua, atingindo a moto; mãe e filha foram arremessadas cerca de quatro metros do local. O que causou indignação foi que o motorista da caminhonete é nada mais, nada menos que Laércio de Melo, prefeito de Santarém Novo, distante 180 quilômetros dali.

As duas mulheres foram socorridas e levadas ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. No dia 18 de agosto Edi Maria Souza da Silva, de 46 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu, enquanto Aimeé Souza da Silva, de 21 anos, ainda segue internada.

Os trabalhadores que viram o acidente denunciam que o prefeito tentou fugir do local sem prestar socorro e aparentava sinais de embriaguez. Ele foi impedido pelos trabalhadores que, cansados dos atropelamentos, tentavam agredir o prefeito.

Em pouco tempo ele foi levado para a Seccional da Marambaia, mas acabou sendo solto em seguida, após pagamento de fiança. No dia 16 de agosto os trabalhadores realizaram um ato denunciando a violência no trânsito e a negligência do velho Estado com os constantes atropelamentos.

O trabalhador Antônio Pantoja, presente ali, relata: “Ele tentou fugir com o carro, meu sobrinho que vinha passando parou com o carro dele atrás e não deixou ele fugir, mas visivelmente ele tava alcoolizado e foi conduzido para delegacia da Marambaia”. O fato é significativo da mentalidade dos políticos, impregnados pela ideia de que são “autoridades intocáveis” e que tudo podem.


Moradores protestam contra a atitude absurda e soberba do prefeito. Foto: Reprodução/ TV Liberal

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: