Editorial semanal – Extrema-direita bolsonarista mandou matar Marielle

Editorial semanal – Extrema-direita bolsonarista mandou matar Marielle

Print Friendly, PDF & Email

Neste episódio especial, mergulhamos nas revelações perturbadoras da delação premiada do ex-policial militar Élcio Queiroz, que aponta para uma conexão direta entre o assassinato brutal da vereadora Marielle Franco e o ex-policial Ronnie Lessa, com potenciais vínculos com Jair Bolsonaro.

Com base nas novas informações trazidas à tona, examinamos os detalhes operacionais do atentado que vitimou Marielle e seu motorista, além da suposta participação de outros agentes ligados às forças paramilitares de extrema-direita do Rio de Janeiro. Esses elementos fornecem uma visão mais complexa e perturbadora da trama que culminou na morte da vereadora, destacando ações políticas e motivações obscuras.

Além disso, questionamos a responsabilidade do sistema político brasileiro e suas instituições, que falharam em punir crimes do passado e permitiram a proliferação e o fortalecimento dessas forças extremistas, levando a uma escalada de violência e genocídio nas favelas do país.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: