Povo grego rechaça agressão imperialista ianque e suas bases militares no país

Povo grego rechaça agressão imperialista ianque e suas bases militares no país

Print Friendly, PDF & Email

Gregos queimam bandeira ianque. Foto: Banco de Dados AND 

No dia 30 de janeiro, milhares de pessoas marcharam nas ruas de Atenas, capital grega, em repúdio ao “acordo de cooperação Grécia-USA”, aprovado naquele mesmo dia pelo parlamento. Este projeto permite que tropas ianques operem através de bases militares em território grego, incluindo as principais bases aéreas. 

Os manifestantes denunciaram que esse projeto, além de atacar a soberania nacional, serve para impulsionar a covarde agressão imperialista à nação iraniana, visto que permite o uso das bases aéreas e demais bases militares da Grécia pelos militares ianques. 

Durante o protesto, bandeiras do USA foram queimadas enquanto várias bandeiras da Palestina foram desfraldadas num gesto internacionalista.

A Embaixada do Irã em Atenas advertiu, em carta enviada ao jornal grego Kathimerini, que no caso de guerra liderada pelo USA contra o país, a concessão de bases militares para uso ianque será considerado um ato hostil, e que isso será respondido “de forma clara e decisiva”.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: