PR: Divulgação do AND em debate sobre o regime militar

PR: Divulgação do AND em debate sobre o regime militar

Print Friendly, PDF & Email

No dia 17 de Abril, estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) realizaram, no horário do almoço, o evento “Roda de Conversa: Ditadura Nunca Mais”. Promovido pelo Diretório Acadêmico de Letras (Dalet) e apoiado pelo Centro Acadêmico Vilanova Artigas (Cavna – Arquitetura), a atividade foi acompanhada por cerca de 70 pessoas, além de centenas de pessoas que passaram e puderam acompanhar uma exposição com poemas e fotos do regime militar.

O evento contou com a presença de vários convidados, dentre eles Ivete Caribé, da Comissão da Verdade (PR), e Narciso Pires, líder do grupo “Tortura Nunca Mais”, que vivenciaram a repressão promovida pelo Regime Militar em Curitiba. Em suas falas relembraram o quão violenta foi a repressão no Paraná, que chegou a ter mais de mil prisões, a maioria acompanhada de sessões de tortura. Destacaram ainda, a importância da luta dos estudantes, principalmente em 1968, quando a juventude tomou a linha de frente nas grandes manifestações contra o regime militar. Narciso falou também sobre a acentuação do genocídio indígena em todo o Brasil durante o período, que gerou milhares de mortos que não entram na “soma oficial”.

As falas dos convidados e do público apontaram importantes semelhanças entre os anos anteriores à 1964 e a atualidade, colocando em debate a nova forma de inserção dos militares no governo.

Apoiadores do jornal A Nova Democracia montaram uma banca para venda e distribuição do jornal no local e denunciaram o golpe militar preventivo em curso no país. Passaram pela banca dezenas de estudantes e professores que manifestaram concordância com a análise da situação política atual feita pelo AND e com as tarefas necessárias para deter a ofensiva contrarrevolucionária, como a preparação de uma Greve Geral de Resistência Nacional para barrar todos os ataques aos direitos do povo.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: