Reino Unido: Povo incendeia vans de hipermercado contra crise econômica

Reino Unido: Povo incendeia vans de hipermercado contra crise econômica

Print Friendly, PDF & Email

Vans de monopólio de hipermercado são incendiadas por massas enfurecidas com a crise em Bristol, Inglaterra.

Em protesto muito combativo, trabalhadores incendiaram vans da cadeia de hipermercados Iceland contra o aumento de preços devido à crise. O exemplar protesto ocorreu na noite de 23 de março, na cidade de Bristol, em meio à adoção de medidas pelo Reino Unido para tentar conter a crise econômica e política. A notícia foi divulgada pelo site de notícias alemão Dem Volke Dienen (Servir ao Povo).

O protesto combativo ocorreu algumas horas depois que o primeiro-ministro Boris Johnson disse às pessoas para ficarem em casa. As duas vans foram incendiadas no bairro operário de Southmead. Segundo o inspetor-chefe da empresa, chegando no local, as forças de repressão foram atacadas pelas massas com fogos de artifício. 

A rede Iceland de hipermercados detém a cota aproximada de 2,2% do mercado alimentício do Reino Unido e um valor de 157 milhões de euros, e é apenas um dos monopólios de hipermercados que têm lucrado com a situação atual de “quarentena” pela ameaça do coronavírus.

População espera em filas para poder comprar no monopólio de hipermercados Iceland, durante a crise econômica e política agudizada pelo coronavírus.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: