Republicanos irlandeses defendem o Presidente Gonzalo, chefe da Revolução Peruana

Republicanos irlandeses defendem o Presidente Gonzalo, chefe da Revolução Peruana

Print Friendly, PDF & Email

O grupo Republicanos Socialistas Irlandeses fez uma série de pichações em Dublin, capital do país, exigindo liberdade para Abimael Guzmán, o Presidente Gonzalo, chefatura do Partido Comunista do Peru (PCP) e da Revolução Peruana, preso e mantido incomunicável desde 1992.

Nas pichações, o grupo também escreveu Viva o MLM, referindo-se à ideologia do proletariado, o marxismo-leninismo-maoismo, cuja síntese e ampla difusão foi obra da Revolução Peruana. As fotos foram divulgadas pela Ação Anti-imperialista Irlanda (Anti Imperialist Action Ireland) em uma rede social.

No Peru, a Revolução prossegue, apesar da queda do Presidente Gonzalo e da desorganização que acometeu o Partido. Hoje, segundo informações veiculadas na internet e através de documentos internacionais, sabe-se que o PCP está em “reorganização geral em meio da guerra popular” e seu Exército Popular de Libertação segue tendo forte atuação guerrilheira nas regiões dos Vales dos Rios Apurímac, Ene e Mantaro.

Fotos: Ação Anti-imperialista Irlanda

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: