RJ: Jovem com problemas mentais é morto por policiais em Niterói e família pede justiça

RJ: Jovem com problemas mentais é morto por policiais em Niterói e família pede justiça

Print Friendly, PDF & Email

No dia 24 de julho o jovem Wallace Souza dos Santos, de 28 anos, foi alvejado com um tiro nas costas na comunidade do Caramujo, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. A polícia acusou o rapaz de “comportamento agressivo” para justificar o assassinato. A família do jovem afirma que ele tinha problemas mentais e foi morto de forma covarde com um tiro pelas costas.

Segundo os parentes, que não escondiam a indignação, Wallace passou a apresentar um comportamento agressivo recentemente. A família relatou que no dia em que foi morto ele estava em crise.

Em depoimento, um dos policiais partícipes da ação falou que o rapaz estava atracado com um policial e, por isso, foi feito o disparo. Segundo ele, Wallace ainda estaria com posse de lâminas e uma espada. 

No entanto, uma testemunha que viu toda a ação afirmou que os policiais foram alertados, por ela mesma, sobre o problema do rapaz: “Ele correu pro canto chamando os policiais para brigar, foi quando eu corri atrás dele; eu só escutei os disparos e ele estava caído no chão. Eu tentei passar, os policiais tentaram me impedir. Quando eu cheguei perto ele, já estava se batendo no chão, com um tiro nas costas”, denunciou a testemunha. 

A pessoa que presenciou toda ação covarde conta ainda que não houve luta corporal entre Wallace e os policiais. ”Eles falaram que ele estava em luta corporal, mas não teve luta corporal até porque não deu tempo, foi muito rápido, ele correu e já foi o tiro”. 

O corpo do rapaz foi enterrado no dia 25 de julho. No velório, parente e amigos não se conformavam com tamanha covardia.

 Wallace Souza dos Santos foi assassinado por policiais com tiro nas costas, em Niterói. Foto: Banco de Dados AND

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: