RN: Despejos removem 800 famílias em Canguaretama

RN: Despejos removem 800 famílias em Canguaretama

Print Friendly, PDF & Email


Com informações do MST.org

 

Cerca de 800 famílias camponesas de seis acampamentos foram despejadas e tiveram suas casas destruídas e parte delas queimadas durante o mês de janeiro deste ano, no município de Canguaretama, no Rio Grande do Norte.

No cumprimento dos mandados de reintegração de posse, os tratores destruíram os objetos pessoais dos camponeses e as moradias de algumas famílias chegaram a ser criminosamente incendiadas pelas forças policiais.

A remoção das famílias estaria relacionada a pressão exercida por latifundiários, setor imobiliário e políticos da região. “Existe uma especulação imobiliária muito intensa capitaneada por empresas estrangeiras, belgas inclusive, por latifundiários e políticos locais que têm interesse nesses terrenos. Por outro lado, existe um contingente de famílias que demandam terras para serem desapropriadas, que sirvam ao interesse social”, afirmou o ativista do MST Cícero Araújo.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: