RS: Em Pelotas, povo vai às ruas em solidariedade à Palestina 

No dia 26 de outubro, às 17h, mais de uma centena de pessoas se reuniram no centro da cidade de Pelotas em uma manifestação de solidariedade ao povo palestino.

RS: Em Pelotas, povo vai às ruas em solidariedade à Palestina 

No dia 26 de outubro, às 17h, mais de uma centena de pessoas se reuniram no centro da cidade de Pelotas em uma manifestação de solidariedade ao povo palestino.
Print Friendly, PDF & Email

No dia 26 de outubro, às 17h, mais de uma centena de pessoas se reuniram no centro da cidade de Pelotas em uma manifestação de solidariedade ao povo palestino. Inicialmente reunidos ao redor do chafariz do calçadão com bandeiras do Estado da Palestina, os manifestantes realizaram vigorosas intervenções em denúncia aos crimes cometidos pelo Estado de Israel, o imperialismo ianque e a cobertura pró-Israel dos monopólios de imprensa.  

Após diversas falas, a manifestação transformou-se em uma passeata na direção ao Mercado Municipal, cruzando o calçadão. Durante a caminhada, foram distribuídas inúmeras bandeiras palestinas feitas de cartolina e os manifestantes bradavam frases como: Viva o povo palestino!, Estado de Israel, Estado assassino! e Palestina livre!

Além de diversas organizações progressistas democráticas, o protesto contou com a participação de membros da comunidade árabe que reside na cidade, inclusive com relatos de pessoas que tem parentes que ainda moram na Faixa de Gaza e convivem diariamente com a violência sionista. O Comitê de Apoio ao A Nova Democracia de Pelotas (RS) também esteve presente e durante o evento realizou uma brigada de distribuição de jornais, informando as pessoas sobre o compromisso histórico do jornal em defesa do povo palestino na sua luta por libertação nacional. 

Marcha em direção ao Mercado Municipal. Foto: Banco de Dados AND
Dezenas de bandeiras foram erguidas durante protesto. Foto: Banco de Dados AND
Manifestantes realizaram falas e intervenções no protesto. Foto: Banco de Dados AND

A manifestação faz parte de uma série de manifestações realizadas no Brasil e no mundo, demonstrando solidariedade com o povo palestino desde o dia 7 de outubro, em virtude dos diversos ataques e crimes realizados contra este pelo Estado sionista. Desde o início do conflito já foram registrados mais de 8 mil palestinos mortos e 20 mil feridos, incluindo mulheres, idosos e crianças.

Essa campanha conta com o apoio de organizações democráticas em todo globo, sendo registrados protestos massivos em diversos países árabes, na Europa ocidental, apesar da censura estatal, e em diversas cidades brasileiras. 

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: