RS: Kaingang agredidos por policiais de José Sartori/PMDB

RS: Kaingang agredidos por policiais de José Sartori/PMDB

Print Friendly, PDF & Email


Com informações do Conselho Indigenista Missionário (Cimi)

 

Cerca de 30 policiais agrediram 12 famílias kaingang em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, no dia 15 de fevereiro. O ataque criminoso das forças policiais do gerente estadual José Sartori/PMDB ocorreu horas depois dos kaingang ocuparem e erguerem um acampamento na parte da manhã em um terreno do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Segundo relatos dos indígenas ao Cimi, a ocupação de uma área da União foi para cobrar a demarcação de suas terras tradicionais no estado por parte do gerenciamento de Michel Temer/PMDB.

Os policiais da Brigada Militar e do Batalhão de Operações Especiais (BOE) foram até a área ocupada e exigiram a saída imediata das famílias. Segundo os kaingang, os policiais recusaram qualquer tipo de diálogo e iniciaram uma série de agressões.

Bombas de gás lacrimogênio foram lançadas e disparos de balas de borracha efetuados contra os indígenas, incluindo crianças e idosos. Alguns kaingang acabaram sendo alvejados, principalmente nos braços e pernas, chegando um idoso a ser atingido ao menos dez vezes na perna e no joelho. Além disso, a liderança e ancião Querino Carvalho desmaiou após ser espancado covardemente pelos policiais.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: