SP: 900 famílias expulsas de suas casas em Guaianases

SP: 900 famílias expulsas de suas casas em Guaianases

Print Friendly, PDF & Email

Na manhã do dia 16/06, cerca de 900 famílias foram expulsas de um terreno em Guaianases, na zona leste da capital São Paulo. Por volta das 4h30 policiais chegaram para acompanhar o oficial de justiça na ação de despejo. 

Retroescavadeiras chegaram ao local para demolir os barracos, só dando tempo de as famílias retirarem alguns de seus pertences, antes que tudo fosse jogado ao chão. Famílias ficaram desabrigadas e sem ter para onde ir, em meio a pandemia do novo coronavírus.

A líder comunitária Dania Lima de Oliveira, revoltada com a situação, desabafou: “A situação causa revolta no povo, as autoridades mesmo dizem o seguinte: não saiam de suas casas. Hoje as próprias autoridades jogaram o povo pra fora das suas casas”, denunciou.

Moradores fizeram um protesto colocando fogo nos barracos já no chão, como forma de expressar sua indignação. Essas famílias entraram no terreno em abril, e dizem que o terreno já havia passado por várias outras ocupações desde 2014, estando abandonado.

Moradores protestaram contra a ação de despejo. Eles ficaram sem ter onde morar no meio da pandemia de coronavírus. Foto: Banco de Dados AND

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: