SP: Jovens são agredidos e um é asfixiado em abordagem policial

SP: Jovens são agredidos e um é asfixiado em abordagem policial

Print Friendly, PDF & Email

Jovem foi asfixiado por policial chegou a desmaiar. Foto: Banco de Dados AND

Um jovem de 19 anos que não teve a identidade revelada desmaiou depois de ser covardemente estrangulado por policial militar, durante abordagem, no dia 21/06. O crime ocorreu na comunidade de jardim Ariston, em Carapicuíba, região metropolitana de São Paulo.

Os militares abordaram dois homens que estavam em uma moto, o rapaz agredido pilotava o veículo. Em imagens feitas por moradores é possível ver, em um primeiro momento, um dos policiais aplicando um “mata-leão” (golpe de estrangulamento) em um dos jovens, vestido de camisa listrada e bermuda branca. O jovem desmaia. Enquanto isso acontece uma segunda covardia com o outro rapaz que é xingado pelos policiais, e logo depois o mesmo militar, que está de capacete, se ajoelha sobre o peito do rapaz que já estava rendido e ele começa a se debater. 

A cena lembra o caso do trabalhador negro norte-americano, George Floyd, morto por asfixia durante abordagem policial, na cidade de Mineápolis no dia 25 de maio. 

Um terceiro rapaz aparece na imagem de regata verde e acompanhando a ação violenta, mexendo no celular, e é possível ver o policial ordenando que o rapaz desligue o celular e coloque a mão para trás. Poucos minutos depois chega uma viatura, e a filmagem mostra o jovem que foi brutalmente estrangulado na sarjeta desfalecido.

É possível ouvir o momento em que um policial diz: “Aqui é a polícia meu, tá achando que é brincadeira aqui meu?”. A vítima contou ao monopólio de imprensa Record TV que estava com um amigo em uma moto, quando os policiais o abordaram. Ele não tinha habilitação para dirigir. Segundo o rapaz contou, o militar já o atacou no início da abordagem. Ele ressaltou que o tempo todo dizia que não era bandido ou criminoso. 

Moradores que gravaram a ação denunciaram que ao perceberem que estavam sendo gravados, os policiais fizeram ameaças dizendo que os matariam. 

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: