acampamento mãe bernadete

Camponeses do Acampamento Mãe Bernardete divulgam vídeo: ‘Estamos na terra e não vamos sair!’

Decididos a permanecer nas terras da Fazenda Lagoa dos Portacios, os camponeses do Acampamento Mãe Bernardete divulgaram um vídeo recentemente.
Os camponeses denunciaram os crimes em uma nota divulgada na página do Instagram do acampamento, acampamento.mae.bernadete. Ela pode ser lida na íntegra abaixo:
Camponeses derrotaram uma investida do latifúndio contra o Acampamento no dia 25/4 e conseguiram, com uma campanha de solidariedade, pagar a fiança de três apoiadores presos de forma injusta.
Após o Corte Popular pelos camponeses e seguidas derrotas do latifúndio, a empresa CALSETE INDÚSTRIA E COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA se desespera e contrata pistoleiros de “Faroeste Ltda” para atacar famílias do Acampamento Mãe Bernadete.
A LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia emitiu um novo comunicado sobre a luta no Acampamento Mãe Bernadete, onde mais de 100 famílias resistem, com apoio da LCP, aos ataques e tentativas de despejo e expulsão das terras disputadas pelos camponeses contra a mineradora Calsete.
Reproduzimos, abaixo, um importante Comunicado à Imprensa dos camponeses do Acampamento Mãe Bernadete. O acampamento trata-se de uma importantíssima luta camponesa travada na Bahia, na qual centenas de famílias, com apoio da Liga dos Camponeses Pobres, lutam pelas suas terras em disputa com a mineradora Calsete.
Diante da entrada da viatura, os camponeses imediatamente foram pra cima dos policiais que, intimidados, foram embora com o rabo entre as pernas ouvindo ofensas como “vagabundos” e “pistoleiros trabalhando para o latifúndio”.
Na madrugada do dia 16/09, a BR-030 foi encontrada fechada na altura das imediações da Fazenda Lagoa dos Portácios, hoje ocupada pelos camponeses do Acampamento Mãe Bernadete. Pneus em chamas foram deixados com uma faixa: Fora de nossas terras Calsete parasita!.