Crimes contra o povo

Judiciário imperialista britânico acata pedido da Vale e BHP Billinton e adia julgamento de mineradoras sobre crime de Mariana até 2025

O judiciário do Estado imperialista britânico acatou, no dia 1º de fevereiro, um pedido da grande mineradora terrorista Vale S.A. para adiar o julgamento da indenização para as vítimas do crime de Mariana (MG).
Segundo um levantamento feito pelo monopólio de imprensa, ao menos 33 projetos de contenção de enchentes no RJ foram suspensos ou nem saíram do papel.
Uma recente pesquisa divulgada pelo Observatório dos Conflitos da Mineração no Brasil revelou que as mineradoras internacionais são as que mais promovem conflitos
O risco de colapso de bairros de Maceió é mais um crime cometidos pelas grandes mineradoras contra o povo brasileiro.
Desorganização, proibições arbitrárias e descaso dos órgãos estatais e da grande empresa Time for Fun (T4F), responsável pelo show da artista Taylor Swift no Rio de Janeiro, levaram a uma situação lamentável: uma jovem morreu e mais de mil fãs desmaiaram devido à falta de estrutura em meio à sensação térmica de 60° graus no primeiro dia do evento, no dia 17 de novembro.
Mais de 90 pessoas ficaram desabrigadas por conta das fortes chuvas e descaso do velho Estado em diversos municípios do Rio Grande do Sul.
Quatro agentes da Polícia Civil (PC) do Rio de Janeiro e um advogado envolvidos na venda de 16 toneladas de maconha para o Comando Vermelho foram presos na manhã de 19 de outubro. Os traficantes de alto coturno foram presos na capital do estado, em Saquarema e também há buscas e apreensões em uma Delegacia da PC.