perseguição política

AM: Liderança camponesa é presa após denunciar crimes do latifúndio

Paulo foi preso após denunciar sequestros e torturas de camponeses a mando dos latifundiários locais. O camponês também denunciou a participação de um dos latifundiários em esquema de extração ilegal de madeira.
Não é exagero dizer que os jornalistas vivem, no Brasil, ainda em tempos de censura e perseguição.
O MPF considerou "duvidosas e contraditórias" as provas contra os quatro jovens camponeses de Rondônia, que participaram da tomada da Fazenda Santa Elina, palco da Batalha de Corumbiara, em 1995.
O prefeito de Conceição do Araguaia, sul do Pará, denunciou um professor da UEPA e um destacado sindicalista pelas denúncias feitas contra a grande mineração na cidade e os efeitos sobre os camponeses pobres.
Julio Lanceloti é alvo de CPI movida por parlamentares paulistas. A comissão supostamente busca investigar ongs, mas será usada para cercear a atividades de progressistas e democratas.
A PF lançou um inquérito, a pedido do MPF, contra Breno Altman, jornalista e fundador do Opera Mundi que tem assumido uma defesa contundente do povo palestino e de denúncia ao sionismo.
Dezenas de pessoas realizaram no dia 9 de dezembro um ato político-cultural na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro, em defesa do fim do processo contra Caio Silva e Fábio Raposo, perseguidos injustamente em um processo político há dez anos.
Jornalista e fundador do Opera Mundi, Breno Altman, foi censurado e submetido a multas por uma decisão da 16° Vara Cível de São Paulo.
O jornalista Mário Quevedo Neto está sendo perseguido pelo delegado e prefeito Flori, de Vilhena, Rondônia.