TO: Indígenas estão sem água potável há mais de um mês

TO: Indígenas estão sem água potável há mais de um mês

Print Friendly, PDF & Email

Os indígenas da aldeia Cachoeirinha, localizada na Ilha do Bananal, distante cerca de 250 quilômetros de Palmas, reclamam que estão sem abastecimento de água potável há mais de um mês. A razão para a falta d’água é a negligência das “autoridades” que não providenciaram uma nova bomba para abastecer a cisterna, visto que a bomba instalada está queimada.

Nesse longo período sem direito à água, os indígenas estão coletando água no rio Javaés, localizado a 400 metros da aldeia. Além da grande dificuldade imposta, os membros da aldeia têm sofrido agravos de saúde, principalmente as crianças. Há casos de intoxicação acompanhada por vômito, diarreia e dor de cabeça.

Enquanto isso, o estado de Tocantins é um dos maiores produtores na monocultura da soja, com grandes propriedades latifundiárias com acesso diuturno e imediato à água.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: