Tribunal popular da guerra popular condena à morte um espião na Índia

Tribunal popular da guerra popular condena à morte um espião na Índia

Print Friendly, PDF & Email

Segundo informações da imprensa indiana apuradas pelo blog Dazibao Rojo no dia 22 de junho, um Tribunal do Povo (Jan Adalat) organizado pelos maoistas na aldeia de Useli, distrito de Kanker, condenou à morte um indivíduo por ser informante policial e agente responsável de envenenar comida para tentar matar os revolucionários. Ele foi executado logo em seguida.

Estava presente no julgamento um destacamento da Exército Guerrilheiro Popular de Libertação de aproximadamente 50 combatentes. Também é relatado que cartazes explicativos dessa nova execução de um inimigo do povo foram expostos.

Ao longo das últimas duas décadas, o jornal A Nova Democracia tem se sustentado nos leitores operários, camponeses, estudantes e na intelectualidade progressista. Assim tem mantido inalterada sua linha editorial radicalmente antagônica à imprensa reacionária e vendida aos interesses das classes dominantes e do imperialismo.
Agora, mais do que nunca, AND precisa do seu apoio. Assine o nosso Catarse, de acordo com sua possibilidade, e receba em troca recompensas e vantagens exclusivas.

Quero apoiar mensalmente!

Temas relacionados:

Matérias recentes: