Mato Grosso do Sul

MS: Em visita ao estado, Luiz Inácio promove o latifúndio e subjugação nacional

A visita de Luiz Inácio foi marcada pelos acenos ao latifúndio: posou com o governador pró-latifúndio Eduardo Riedel (PSDB), elogiou a empresa latifundiária JBS e prometeu “carne de qualidade” para a China.
Luiz Inácio posou ao lado de governador latifundista, Eduardo Riedel. Foto: Saul Schramm/Governo de MS
Os indígenas bloquearam a rodovia MS-295, um dos principais caminhos para o Sul do Brasil e importante rota de escoamento de grãos do latifúndio.
Sete indígenas, dentre eles criança de 11 anos, foram encontrados em situação servil no latifúndio Marreta (MS), pertencente a Virgílio Metiffogo, latifundiário envolvido no Massacre de Caarapó de 2016.
No dia 13 de dezembro, três Guarani-Kaiowá foram detidos na terra indígena (TI) Nhanderu Marangatu, em Antônio João, local em que, no final de setembro, os indígenas haviam avançado em sua retomada.
Nesta sexta-feira (15), irá ao ar nossa entrevista com os jornalistas Ana Carolina Mira Porto e Renaud Philippe. Eles foram alvo, junto do povo Guarani Kaiowá, dos ataques do latifúndio após a tomada do território de Pyelito Kue.
O Comitê de Apoio de AND - Dourados (MS) recebeu um vídeo de indígenas Guarani-Kaiowá durante uma ação de saudação e solidariedade ao povo palestino e sua luta de libertação nacional.
Manifestações pró-Palestina ocorrerão em ao menos dois pontos do Mato Grosso do Sul; veja quais