Minas Gerais

MG: Comunidade escolar protesta contra imposição do Ensino Médio de Tempo Integral

No último sábado, 15 de junho,  o movimento “Todos pelo Tito” realizou uma passeata em defesa de sua pauta pela reabertura de turmas de ensino médio regulares diurnas na escola que há 3 anos vem sendo prejudicada pelas consequências da imposição do Ensino Integral do “Novo Ensino Médio”.
Estudantes da Escola Estadual Tito Fulgêncio prosseguem a luta em defesa da abertura de turmas de Ensino Médio Regular, contra a imposição do Ensino Médio em Tempo Integral que ocasionou em uma grande evasão escolar.
Em assembleia, docentes da Universidade Estadual de MInas Gerais decidiram prosseguir a greve após a proposta lançada pelo governo que não atendeu as reivindicações da categoria
Professores das Universidades federais e do estado de Minas Gerais cobram dos governos estadual e federal negociações justas para terem melhores condições de trabalho.
Na quinta-feira, 29/05, foi realizada uma assembleia com centenas de professores da rede estadual que vieram de todas as partes de Minas Gerais para participar da votação do plano de lutas da categoria.
Ativistas mineiros solidários ao povo palestino realizaram manifestações em Belo Horizonte e JUiz de Fora. Na última quarta-feira, foi realizado durante uma reunião de um grupo de trabalho do G20.
Os professores da UEMG estão em greve desde o dia 02/05. Eles realizaram um ato no dia 24 de maio exigindo reajuste salarial, recomposição salarial, pagamento de benefícios e negociação imediata com o governo de Romeu Zema.
O AND entrevistou um estudante em luta pela assistência estudantil na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).