Enrico Di Gregorio

Governo atende indicação de Arthur Lira para novo Superintendente do Incra de Alagoas

Ainda não se sabe, contudo, como os camponeses da região vão reagir. A expulsão de César Lira foi exigida depois de anos de conflitos dos camponeses com o então superintendente. César Lira era conhecido por ameaçar constantemente o MST.
Os movimentos de Luiz Inácio são um novo passo da política de apaziguamento do governo para tentar resolver a crise institucional, mas até aqui a estratégia tem falhado.
O STF respondeu o movimento em uma nota, na qual afirmou que o relatório contém somente os ofícios enviados à plataforma, e não as decisões fundamentadas. 
Segundo os camponeses, 27 carros, tratores agrícolas e drones foram usados no cerco contra as mais de 200 famílias que estavam no acampamento. 
Ainda não está claro quais serão os rumos da Operação Escudo, mas ao que tudo indica, a violência policial voltará a crescer na Baixada Santista nos conhecidos ritmos das operações de vingança.
A economia global está em crises sucessivas e crescentes há anos, e as tensões em andamento em todo o planeta, seja na forma de guerra aberta ou não, fazem elevar as instabilidades na cadeia do sistema imperialista mundial.
As ocupações ocorreram no Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Pernambuco, Ceará e Pará, mas outras mobilizações também foram realizadas em Santa Catarina. Ao todo, mais de 9 mil famílias foram mobilizadas. 
Os pedidos ocorreram durante uma viagem de uma semana ao USA no início de março. Nela, Bolsonaro e a comitiva reuniram-se com parlamentares ianques e com o ex-presidente do USA, Donald Trump. 
A decisão do STF explicita dois lados em disputa na atual crise política: de um lado os parlamentares do "Centrão" junto ao chorume da extrema-direita, de outro os ministros do STF. Bolsonaro perde um argumento e deve ser julgado e condenado pelo STF em breve, mas não deve abandonar a agitação golpista.
Chiquinho Brazão não é uma figura que deixa dúvidas sobre a sua natureza: ele e seu clã político tem vínculos com grupos paramilitares que dominam regiões do Rio de Janeiro e com a especulação imobiliária promovida por esses crimes.