Espírito Santo

Professores da UFES e do IFES realizam manifestação em Vitória

Apesar da recusa do governo de aceitar as demandas dos professores em greve, foi colocado pelos manifestantes a necessidade de manutenção da greve de professores e o início de greves estudantis em apoio a causa da educação.
Segundo os camponeses, 27 carros, tratores agrícolas e drones foram usados no cerco contra as mais de 200 famílias que estavam no acampamento. 
No dia 10 de novembro, brigadistas do Comitê de Apoio - Vitória (ES) realizaram uma agitação e venda de jornais no Terminal de Itaparica, em Vila Velha, grande Vitória. O local é de grande concentração de estudantes e trabalhadores.
No dia 26 de outubro ocorreu um ato em solidariedade ao povo palestino às 18h, em Vitória (ES), em frente ao Teatro Universitário da UFES, com participação do Comitê de Apoio ao Jornal a Nova Democracia - Vitória (ES).
Moradores dos residenciais Vista Linda I e II, em Vila Velha (ES) receberam uma ameaça de despejo da justiça. Segundo o comunicado, eles têm 45 dias para abandonarem a ocupação, onde a moradia, organização e infraestrutura são feitas pelo próprio povo.
Por todo Brasil, manifestantes repudiaram o Marco Temporal nos últimos dias. Rodovias foram bloqueadas desde Roraima ao Rio Grande do Sul.
A categoria dos rodoviários segue em luta por melhores condições de trabalho nacionalmente. Trabalhadores do transporte coletivo paralisaram suas atividades e bloquearam avenidas e garagens nos estados de São Paulo e Espírito Santo no dia 3 de julho.
Rodoviários de SP bloqueiam avenida da capital com ônibus exigindo aumento salarial. Foto: Reprodução/ Diário do Transporte
No dia 29 de maio, os estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) ocuparam a reitoria diante de uma série de ataques ao Restaurante Universitário (RU).
Estudantes da Ufes ocupam o RU. Foto: Reprodução
No dia 22 de maio, quase uma centena de pessoas da comunidade de Seringal, na zona rural de Vila Velha, bloquearam com troncos de árvores em chamas a BR-101 contra os atropelamentos sucessivos de moradores do povoado pela falta de passarelas, iluminação e radar de velocidade na rodovia federal.
Massas se rebelam contra falta de infraestrutura e bloqueiam rodovia com galhos em chamas. Foto: Reprodução
Comitê de Apoio do ES realizou duas brigadas na UFES. Foto: Banco de Dados AND